AM:PM

Posted: July 8th, 2011 | Author: | Filed under: arte | Tags: , , , | Comments Off on AM:PM

AM:PM.
Projeto de instalação sonora e aplicativo para celular.

AmPm Doc from rcutz on Vimeo.

Desenvolvido entre 2011 e 2012, AMPM foi apresentado no Circuito Vivo Arte.mov Rio de Janeiro. A obra fruto da pesquisa patrocinada pela 24ª Chamada publica, consistiu de uma rede formada po 8 relógios flip-flap controlados por um software instalado no celular de 8 usúarios selecionados pelo artista.

Esta iniciativa expandiu o significado da obra, criando uma espécie de micro-rede social, onde cada usuário disponibiliza seu estatuo de “homem trabalhando”. Como em um “privacy statament” dos serviços gratuitos de email ou redes sociais, dizemos: aqui você concorda em abrir mão da sua privacidade para permitir que seus dados sejam usados para criação uma instalação sonora.

A sonoridade produzida na instalação, ao invés de contar com sons eletrônicos ou samples, era feita apenas da própria atmosfera do lugar – o Parque das Ruínas, na cidade do Rio – e das batidas das palhetas dos relógios. “Retrô” e “Nostalgia” foram algumas das palavras usadas para ressaltar os sentimentos “causados” pela instalação, uma vez que os relóginhos lembravam os antigos mostradores de vôos dos aeroportos.

Nas palavras de Rodrigo Minelli, curador do Vivo arte.mov, o trabalho AMPM provoca uma grande reflexão a respeito das atuais relações de trabalho entre profissionais e no indivíduo em si. Multiplas timezones, multiplas formas de contatos, para ele, é preciso inventar uma nova forma de contar o tempo, já que não mais trabalhamos 8 horas e descansamos outras 8 (no minímo).

Am : Pm.

O projeto faz parte da 24 Chamada Pública de Apoio a Pesquisa e Produção Artística da Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro.

Secretaria da Cultura do Estado do Rio de Janeiro

SEC

 


impermanência

Posted: July 8th, 2011 | Author: | Filed under: arte | Tags: , , , , , , , | Comments Off on impermanência

Video instalação criada junto com a atriz e performer Luisa Friese, dentro do prêmio Minc Funarte Petrobras Conexão Artes Visuais 2010.

A instalação ficou montade durante 2 meses no Centro Cultural Oi Futuro do Flamengo no Rio de Janeiro e foi o resultado do trabalho coletivo meu, da Luisa, do Fernando Coimbra, como diretor de fotografia e “montagem” e do Leo Póvoa, que desenvolveu a interface para ligar a bolsa aos programas de sequenciamento de imagem e som.

Cada um deles desenvolveu seu trabalho de maneira primorosa. Luisa, como criadora do projeto e atriz atuou com perfeição na delicada tarefa de visitar 2 cartomantes em busca de respostas para questões pessoais. Sua atuação é um dos pontos fortes do trabalho, conseguindo um naturalismo onde ficção e realidade se misturam. Fernando Coimbra, soube capturar todas as nuances entre a Luisa “real” que visitava, as cartomantes e a Luisa “ficcional” que se relacionava alegoricamente com tudo o que foi exposto nas consultas. Na montagem base do video, Fernando conseguiu construir uma espécie de remix do “Nouvelle Vague” expondo 3 vezes a mesma história de maneira diferente, como ritornelos, das distintas emoções pelas quais passavam as Luisas. Eu e o Leo estamos trabalhando juntos desde 2007, quando “hackamos” um GPS para criar músicas feitas de deambulações urbanas (hapax). Aqui Leo criou toda a lógica e parametrização que permitiu que a variação do ativo PETR4 (petrobras) modificasse a montagem do nosso filme. Este ano trabalhamos juntos na realização de AM:PM, meu novo projeto realizado dentro da chamada pública de apoio a pesquisa artística da Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro.

Video explicando o funcionamento e um trecho do filme:

trecho